O Avental

O avental é um legado que a maçonaria moderna recebeu da maçonaria operativa. Esta peça, que foi de tanta utilidade para o Maçom operativo, já que lhe protegia a roupa, transformou-se para o maçom moderno numa alfaia simbolizando a disciplina e o trabalho do Maçom.

Até a sua regulamentação pela Grande Loja Unida da Inglaterra, os aventais da maçonaria inglesa assumiram os mais variados aspectos e formas. Simples peles desalinhadas de cordeiro, no princípio, os aventais sofreram uma evolução constante nos países que adotaram a instituição maçônica.

Em fins do século XVIII era grande moda enfeitar os aventais com pinturas e bordados à mão que reproduziam a riqueza emblemática da maçonaria.

O primeiro contato do Maçom com essa insígnia, que expressa sua condição, é na Iniciação. Ao entregar o Avental ao Iniciando o Venerável diz: Recebei este Avental, a mais honrosa insígnia do Maçom, pois é o emblema do Trabalho, a indicar que devemos ser sempre ativos e laboriosos. Sem ele, não podereis comparecer às nossas reuniões. Deveis usá-lo e honrá-lo; porque ele, jamais vos desonrará.

O Avental é a peça mais importante na Maçonaria. Distintivo indispensável do trabalho. É o único que dá ao maçom o direito de entrar nos Templos e participar das reuniões. Sua forma e cores variam de acordo com os graus e Ritos, mas seu significado místico é o mesmo. O Avental Branco, sem adornos, do 1º grau, indica a pureza da alma, que se supõe tê-la alcançado neste grau.

O azul celeste está associado com a dedicação espiritual. Nos graus 1 e 2 não aparecem nenhum metal, pois o maçom esteve, teoricamente, se despindo de todos os metais e transmutando-os em riquezas espirituais
Azul: Cor da Safira que simboliza a piedade, o equilíbrio, a lealdade e a sabedoria. é a cor celeste que caracteriza as Lojas Simbólicas e os maçons dos três primeiros graus.

A abeta levantada, (ternário) significa que o aprendiz não sabe ainda trabalhar e precisa proteger-se.

O companheiro maçom cujo material de trabalho é a pedra cúbica (provinda do polimento da pedra bruta), já pode usar o avental com a abeta abaixada (quaternário) pois não necessita mais de tanta proteção para o corpo.

Na condição de companheiro o Irmão elevado não usa venda porque ele já conhece a Verdade, sua vista já é forte suficiente para resistir a luz dentro do Templo, mas não ainda para subir ao Or.’. Ele usou venda quando como profano bateu nas portas do Templo e foi necessário ocultar da sua vista a Loja em trabalhos maçônicos, porém ele já possui defesa suficiente para que seu corpo não seja lambado pelas águas lodosas das corrupções do mundo profano, o corpo a que se refere é o corpo espiritual, e é nesse momento com o avental de abeta baixa que se está formando o verdadeiro maçom, a partir deste ponto é que saberemos se realmente o Comp.’. será ou não um bom M.’.M.’..

Os CComp.’., finalmente, após passar 6 (seis) meses com a abeta baixa e ter provado seus merecimentos passam então a condição de mestres e aí é que só planejam e dirigem, simbolicamente os trabalhos, passam a utilizar o avental também de pele branca, orlado de azul-celeste, em todo seu contorno e na abeta.

Visitem o site abaixo, existe um arquivo com várias imagens de aventais antigos, vale a pena conhecer.

http://www.masonic.com.br/avental/avental.htm

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: